‘Se eu não tiver a cabeça no lugar, eu alopro’, diz Bolsonaro sobre investigação do filho Flávio – F7 Notícias
Connect with us

Política

‘Se eu não tiver a cabeça no lugar, eu alopro’, diz Bolsonaro sobre investigação do filho Flávio

Published

on

O presidente Jair Bolsonaro disse neste sábado (21) que, se “não tiver a cabeça no lugar” ele “alopra”, ao se referir à exposição de sua família provocada pela divulgação de informações sobre a investigação do Ministério Público do Rio envolvendo um de seus filhos, o senador Flávio Bolsonaro (sem partido-RJ).
Ele deu a declaração a jornalistas durante uma conversa de mais de duas horas no Palácio da Alvorada, em Brasília.

“O processo está em segredo de Justiça? Te respondo: está, né? Quem é que julga, é o MP ou o juiz? Os caras vazam e julgam? Paciência, pô. Qual é a intenção? Estardalhaço enorme. Será porque falta materialidade para ele e equivale ao desgaste agora? Quem está feliz por essa exposição absurda na mídia? Alguém está feliz. Agora, se eu não tiver a cabeça no lugar, eu alopro”, disse Bolsonaro.

Flávio é alvo de uma investigação que corre no Ministério Público do Rio sobre um suposto esquema no qual ele teria se apropriado de parte do salário de servidores do seu gabinete quando era deputado estadual no Rio.
Os promotores afirmam que Flávio Bolsonaro é o chefe de uma organização criminosa e identificaram pelo menos 13 assessores que repassaram parte de seus salários ao ex-assessor dele, Fabrício Queiroz.

O Ministério Público diz que “as provas permitem vislumbrar que existiu uma organização criminosa com alto grau de permanência e estabilidade, entre 2007 e 2018, destinada à prática de desvio de dinheiro público e lavagem de dinheiro”.
MP do RJ detalha suposto esquema de corrupção envolvendo então deputado Flávio Bolsonaro

O presidente disse que há “abuso” do Ministério Público no caso envolvendo o filho e defendeu controle do MP.
“A questão do MP está sendo um abuso. Qualquer um nota. Qual a interferência minha? Zero” , afirmou o presidente.
“Todo poder tem que ter uma forma de sofrer um controle. Não é do Executivo, é um controle. Quando começa a perder o controle, busca pelo em ovo…Eu sou réu no Supremo, sofri muito processo, os mais variados possíveis”, completou ele.
Na entrevista, Bolsonaro também afirmou que:

  • não deveria ter dito que um repórter tinha ‘cara de homossexual’
  • o foco da economia em 2020 será a criação de empresas
  • o caso Marielle não está sendo bem conduzido pelo MP do Rio
  • a possibilidade de ele estar com câncer de pele foi afastada
  • ainda está discutindo eventuais vetos ao projeto anticrime
  • trabalhará pela instituição do voto impresso
  • é favorável a candidaturas avulsas

Advertisement

Tendendo

Copyright © 2020 F7 Notícias.