Mundo

Igreja realiza culto sem parar há três semanas para “salvar” uma família

on

Pastores se revezam na cerimônia que dura centenas de horas.

Uma igreja evangélica da Holanda está realizando o mesmo culto há três semanas. Pastores se revezam no púlpito da Igreja Bethel, em Haia, por centenas de horas com o objetivo de “salvar” uma família de imigrantes da extradição.

A manifestação de solidariedade já bateu o recorde mundial de culto mais longo. A iniciativa se explica porque, de acordo com a lei holandesa, a polícia não pode interromper um ato religioso em andamento.

De acordo com o jornal Clarin, enquanto os pastores mantêm o culto em andamento, os advogados tentam fazer com que os 5 membros de uma família de imigrantes da Armênia possam receber autorização para ficar no país.

Assim que Sasun e Anousche Tamrazyan, além dos três filhos Hayarpi, Warduhi e Seyran foram comunicados da extradição recorreram ao pastor da congregação que frequentam, em Katwijk, vizinha a Haia.

Ele conversou então com o presidente do Conselho Geral da Igreja Protestante Holandesa, Pastor Theo Hettema, que decidiu sair em defesa da família que vive na Holanda há 8 anos. A lei que os beneficiava foi alterada e a Armênia já não é considerada uma “nação em risco”. Embora tenham feito um pedido de asilo em 2010, nunca tiveram autorização para ficar em definitivo.

A ideia do Pastor Hettema recebeu a adesão de centenas de sacerdotes e milhares de fiéis da igreja, inclusive de outras cidades. Apesar de todo o esforço, as autoridades holandesas não mudaram de ideia.

Enquanto os cinco membros da família não participam do culto, eles descansam em uma sala acima da nave do templo. Se saírem, podem ser presos e deportados imediatamente.

A Igreja Protestante na Holanda, de origem reformada, tem um terço dos fiéis dos 6 milhões de habitantes dos Países Baixos.

 

Comente com seu Facebook