Artigo

Caminhoneiro é preso suspeito de atirar contra cachorra em SP

By

on


Caminhoneiro é preso suspeito de atirar contra cachorra na zona norte de SP

Um caminhoneiro foi preso após atirar contra uma cachorra, em um terminal de cargas no Jardim Brasil, na zona norte de São Paulo, na quarta-feira (5).

Segundo um manobrista que alimenta os cães que vivem no pátio do terminal, o caminhoneiro de 38 anos se aproximou para brincar com os cachorros. No entanto, foi atacado por uma cadela, que mordeu a bermuda do homem. Em seguida, o caminhoneiro foi até o seu caminhão, pegou uma arma e atirou contra o animal.

Leia mais: Cachorra morta foi agredida com barra de alumínio pontiaguda

Questionado pelo manobrista sobre o motivo que levara a atirar, o caminhoneiro teria respondido que "aquela cachorra não ia morder mais ninguém no local".

A Polícia Militar foi acionada e prendeu, em flagrante, o caminhoneiro. Os agentes encaminharam a cadela para o Hospital Veterinário Vet Popular, no Tucuruvi. A pasta também apreendeu a arma utilizada no crime, uma pistola modelo PT 51 Taurus. O caso foi registrado no 73° DP (Jaçanã) e o caminhoneiro irá responder pelo crime de maus-tratos e porte ilegal de arma.

Veja também: Cachorro é atacado a pauladas em supermercado e morre em SP

Segundo a veterinária Bianca, o estado de saúde da cachorra é estável. Ela chegou andando na clínica e apresentava dois furos, já que a bala perfurou o tórax e saiu do outro lado. Só exames mais detalhados poderão dizer se a bala atingiu o pulmão.

Artigo Original

Comente com seu Facebook