dentro

Prédio desaba e mata vocalista de grupo de pagode em BH

Uma das vítimas do desabamento de dois prédios na madrugada desta terça-feira (7) no bairro Jaqueline, na Região Norte de Belo Horizonte, André Luiz Alves Claudino era músico, vocalista de banda de pagode e estava retornando as agendas de shows.

Dez pessoas da mesma família estavam no prédio de três andares que desabou parcialmente, incluindo a bebê Antonela, que tinha 1 ano e 8 meses, e André, de 35 anos, companheiro da avó da criança, que morreram no local.

O velório das duas vítimas será nesta quarta-feira (8), às 13h, no cemitério Belo Vale, em Santa Luzia. O sepultamento será às 15h.

André Luiz trabalhava em uma loja de autopeças no bairro São Benedito, em Santa Luzia, e à noite era vocalista do grupo PDA.

“Retomamos a agenda de shows e estávamos cheios de planos para 2022. Para a gente foi um baque essa notícia”, disse o líder do grupo PDA, Felipe Maciel Teixeira, mais conhecido como Felipinho.

A banda vai completar um ano em janeiro de 2022 e é fruto do projeto “Pagode dos Amigos”, roda de samba que reunia vários cantores e compositores, em bares da região de Contagem.

O que você acha?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

GIPHY App Key not set. Please check settings