Round 6: curiosidades sobre a série mais assistida da Netflix

Quando o assunto é série, não se fala em outra coisa. A produção do momento é a sul-coreana “Round 6”, criada por Hwang Dong-Hyuk, que está disponível na Netflix desde o dia 17 de setembro deste ano. Com nove capítulos, cada um com cerca de uma hora de duração, a série traz muitas cenas de ação e adrenalina, mas também tem personagens profundos e bem construídos, que trazem identificação com o telespectador.

1) HoYeon Jung (à direita) se tornou a atriz sul-coreana mais seguida do Instagram  – Divulgação / Netflix

2) O telefone exibido na série é real e a dona tem recebido milhares de ligações de pessoas interessadas em jogar –

3) A boneca gigante existe: Ela está em um museu na Coreia do Sul – Divulgação / Netflix

4)Os macacões iguais foram pensados para denotar igualdade – Divulgação / Netflix

5) 4) Círculo (O), triângulo (J) e quadrado (M), representam as iniciais do nome da série em coreano. OJM significa “Ojingeo Geim”, que é o nome da série na Coreia.

6) Todos os 456 participantes do jogo foram interpretados por pessoas reais, sem computação gráfica.

7) O autor da série se inspirou em mangás japoneses para criar a história, entre eles “Battle Royale”.

O elenco de “Round 6” conta com nomes como Jung-jae Lee, Park Hae-Soo, HoYeon Jung e Heo Sung-Tae. O sucesso da série fez HoYeon Jung, de 27 anos, se tornar a atriz coreana mais seguida do Instagram. Antes da produção, ela tinha cerca de 400 mil seguidores e era conhecida por sua carreira de modelo. Atualmente, HoYeon Jung já conta com mais de 15 milhões de pessoas acompanhando seus passos na rede social.

Mas do que se trata?

A história de “Round 6”, que foi lançada como “Squid Game” (Jogo da Lula) em alguns países, gira em torno de 456 pessoas que estão devendo muito dinheiro e, por isso, aceitam participar de um jogo para concorrer a um prêmio milionário. As brincadeiras são simples: “cabo de guerra”, “batatinha frita 1,2,3”, “pega-pega”. No entanto, o resultado dos jogos é sempre trágico, com os competidores lutando até a morte. Mas, eles só descobrem esse detalhe depois de aceitarem participar da competição.

Sucesso estrondoso

Menos de 15 dias depois de estrear na plataforma de streaming, a série virou um fenômeno e se tornou a mais assistida em mais de 90 países onde a Netflix está presente. O sucesso é tanto que “Round 6” pode se tornar a série de língua não-inglesa mais assistida da plataforma, superando a espanhola “La Casa de Papel”, atual detentora do título.

E mais: de acordo com o CEO da Netflix, Ted Sarandos, “Round 6” tem grandes chances de se tornar a série mais assistida na história da plataforma, superando a atual campeã, “Bridgerton”, que teve até o momento mais de 82 milhões de espectadores.

Idealizada ao longo de 10 anos

Mas o caminho foi longo. “Round 6” foi idealizada ao longo de 10 anos e recebeu muitos nãos antes de conseguir destaque. Em entrevista ao portal “Koreaboo”, Hwang Dong-Hyuk contou que a série foi recusada por vários investidores e atores. “Nós ouvimos que a série era muito estranha e irrealista. Nós fomos rejeitados por todos os potenciais investidores e atores”, disse. “O roteiro da série foi concluído em 2009, mas nessa época havia muito desconhecimento social e cultural com esse tipo de produção. Por causa disso, ouvimos que o roteiro era irrealista, muitas vezes”, completou.

“Achei que o momento era prematuro depois de ser rejeitado por todos os investidores. Dez anos depois, entretanto, as plataformas de streaming apareceram e a lacuna entre ricos e pobres começou a se tornar ainda maior. A ideia de ter sucesso ganhando dinheiro rápido também se tornou mais idealizada. A combinação de ambos e a sinergia que foi criada entre os dois é que deu vida a esta produção”.
Continua após a publicidade

 


Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Loading…

0