Após volta às aulas, menina de 13 anos morre de Covid-19 em Campinas

A adolescente Ana Clara Macedo dos Santos, de 13 anos, foi mais uma vítima da Covid-19. Estudante do 8º ano da Escola Estadual Escritora Rachel de Queiroz, no bairro Jardim Yeda, em Campinas (SP), a menina contraiu a doença no retorno às aulas e faleceu em decorrência de complicações da doença, na tarde de dia 24 de fevereiro. A jovem foi sepultada na última quinta-feira, dia 25, e a sua perda comoveu professores, que fizeram homenagens e lamentaram o descaso que causou a morte precoce de Ana Clara.

O Departamento de Vigilância em Saúde (Devisa) de Campinas abriu uma investigação sobre a morte da estudante. Na sexta-feira, dia 26, um dia após o enterro de Ana Clara, o órgão informou que o exame PCR para Covid-19 da menina de 13 anos deu negativo, mas que o Departamento ainda aguarda outros exames.

Familiares de Ana Clara fizeram postagens emocionantes para celebrar o tempo que tiveram com ela. O pai de Ana Clara fez uma linda homenagem para filha. Em seu perfil nas redes sociais, Paulo Cesar Nunes dos Santos publicou uma foto da filha com asas de anjo. Ele ainda criou um álbum virtual com vários momentos da filha, como viagens ao Rio de Janeiro e à praia, churrascos em família, momentos na igreja e até no balé, uma das paixões da jovem.

“Anjinha dos céus. Aninha que hoje faz parte do exército de anjos do Senhor. Obrigado, Pai, por nos ter dado o privilégio de sermos pais, mesmo que em tão pouco tempo. Mas esse pouco tempo foi muito de felicidade. Deus seja louvado”, disse.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Loading…

0