dentro

Maratona de decisões pesaram para o Palmeiras no Mundial de clubes

O Palmeiras foi derrotado por 1 a 0 para o Tigres, do México, na semifinal do Mundial de Clubes. O time de Abel Ferreira não jogou bem, e a causa disso está diretamente ligada a maratona de jogos da equipe na reta final da temporada.

Para sagrar-se campeão da Libertadores, o Palmeiras disputou 10 partidas entre 30 de dezembro e 30 janeiro, sendo que quatro foram duelo eliminatórios, além de um jogos importantes contra Corinthians e Flamengo pelo Brasileirão.

“Nós fomos até o fim”, disse Abel Ferreira, ao se reunir com os jogadores logo depois da semifinal.

Se não bastasse o cansaço alviverde, o Tigres é um ótimo time e conta com grandes talentos individuais, como o autor do gol, o francês Gignac, que nos últimos cinco anos marcou mais gols do que qualquer jogador no futebol brasileiro.

Diferente de Internacional de Atlético Mineiro, eliminados por Mazembe, do Congo, e Raja Casablanca, do Marrocos, o Palmeiras enfrentou um time à sua altura e acabou eliminado.

A eliminação do Palmeiras não pode ser vista como um vexame, foi uma dolorida derrota diante de um clube com investimento, preparo e muito mais fôlego.

O que você acha?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

GIPHY App Key not set. Please check settings