Aras diz que abriu nove apurações preliminares sobre conduta de Bolsonaro na pandemia

O procurador-geral da República, Augusto Aras, comunicou o ministro Marco Aurélio Mello, decano do Supremo Tribunal Federal (STF), que abriu nove apurações preliminares para investigar a conduta do presidente Jair Bolsonaro na pandemia da Covid-19. As informações são do G1.

A única investigação mencionada por Aras é relacionada à conduta do presidente na crise sanitária no Amazonas, com lotação de hospitais e falta de oxigênio.

Aras mandou o documento após um advogado abrir uma ação no STF onde afirmou que a PGR não tem responsabilizado o Bolsonaro em diversas condutas consideradas omissivas e que colocam em risco a vida dos brasileiros.

“Este órgão ministerial tem sido e continua sendo zeloso na apuração de supostos ilícitos atribuídos ao chefe do Poder Executivo federal, noticiados por meio de petições que cotidianamente dão entrada no sistema da Procuradoria-Geral da República”, disse Aras.

Comentários

Deixe uma resposta
  1. ESTA “ CRIATURA “ , FOI MAIS UMA ARMADILHA QUE O PRESIDENTE CAIU, ACEITAR A INDICAÇÃO DELE PARA ESTE POSTO. CUIDADO PRESIDENTE, FIQUE DE OLHO !!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Loading…

0