dentro

Bolsonaro rechaça ideia de controle social da mídia

Presidente da República reforça que não irá interferir na atuação da imprensa

O presidente da República, Jair Bolsonaro, voltou a emplacar no noticiário brasileiro um assunto ventilado durante o tempo em que o Partido dos Trabalhadores esteve à frente do Palácio do Palácio. Ao discursar em evento realizado na tarde desta quinta-feira, 4, em Florianópolis, o mandatário do país falou sobre controle social da imprensa — tema que na era petista ganhou o eufemismo de “democratização da mídia.

Porém, diferentemente de lideranças petistas, Bolsonaro reforçou ser contrário a qualquer proposta que resulte em limitar o trabalho de jornalistas e empresas de comunicação — ou que os conteúdos tenham de passar pelo crivo de agentes do governo. “Da minha parte, vocês jamais ouvirão falar em controle social ou ‘democratização’ da mesma”, afirmou o presidente. “Essa ‘democratização’ entre aspas”, reforçou o chefe do Poder Executivo federal.

Apesar de rechaçar a ideia de criar mecanismos para controlar a imprensa brasileira, o presidente falou sobre o que pensa ser a missão do setor. “Vocês [jornalistas] são importantíssimos para nós. E o produto de vocês é a verdade”, afirmou, conforme exibiu ao vivo a emissora CNN Brasil.

Politização limitada

Ainda sobre o assunto imprensa, Jair Bolsonaro abordou a questão partidária. Sem mencionar nomes de profissionais ou veículos de comunicação, ele lamentou que isso possa ocorrer. “Quando qualquer setor da sociedade se politiza além dos partidos políticos, isso é um péssimo sinal para aquele país, para aquele Estado ou para aquele município.”

O que você acha?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

GIPHY App Key not set. Please check settings