Presidentes da Câmara e Senado querem novo auxílio emergencial

Em sessão solene, os presidentes da Câmara e do Senado defendem novo auxílio emergencial.

 

O Congresso Nacional deu início oficialmente aos trabalhos em 2021 com a tradicional sessão solene de abertura do ano legislativo.  

O auxílio emergencial esteve presente nos discursos dos presidentes do Senado, Rodrigo Pacheco, e da Câmara, Arthur Lira.  

Pacheco lembrou da importância do auxílio emergencial de R$ 600 dado aos economicamente mais vulneráveis em 2020. 

O senador acrescentou que já discute com o governo Jair Bolsonaro algum tipo de auxílio também em 2021. 

Lira seguiu na mesma linha e defendeu o auxílio pago no ano passado como uma das medidas de enfrentamento à crise gerada pela pandemia de coronavírus. 

Presente na sessão, o presidente da República, Jair Bolsonaro, também citou o auxílio, referindo-se às parcelas já pagas.  

Bolsonaro destacou o pagamento do auxílio a 68 milhões de brasileiros, mas não falou em uma nova edição do auxílio. 

Comentários

Deixe uma resposta
  1. Eu gostaria de continuar à RECEBER, pois me ajudaria muito ,pois devido à idade NINGUÉM dá emprego …coisa que EU GOSTO MUITO … E TRABALHAR…PENSEM MAIS UM POUCO PRESIDENTE DA REPÚBLICA LINDÃO. OBRIGADA E DEUS TE ABENÇOE. VOTEI NO SENHOR E VOTARIA MIL VZS SE FOSSE NECESSÁRIO.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Loading…

0